Dia 9 de Março – Dia Mundial do DJ

Crédito- Leandro F.
DJ Niko – Crédito: Leandro F.

O Dia Mundial do DJ criado pela World DJ Fund e Nordoff Robbins Music Therapy com o propósito de que nesse dia, os DJs de todo o mundo doassem os seus cachês para instituições de caridade, não é somente um dia para parabenizarmos os profissionais desse meio, após em 2002 a UNESCO ter estabelecido o dia 9 de março como dia dos DJs, a semana desse dia devia ser voltada para a caridade.

A ideia desse dia, por meio da caridade, e dar mais oportunidade as pessoas com menos condições, doar parte do dinheiro que ganham numa balda ou evento cheio de pessoas com certa qualidade de vida, a pessoas que às vezes nem sabem o que é uma boa música.

Nesse dia, devemos fazer como essa data comemorativa pede, devemos sim parabenizar os profissionais, por que vemos que não é simplesmente colocar uma música e esperar que as coisas aconteçam ser DJ é um trabalho difícil; mas precisamos também ter esses momentos de ajudar ao próximo, dá maneira que achar melhor, desde que seja feito.

Crédito- Sarara (Union Break Produções)
Dj Niko – Crédito: Sarara (Union Break Produções)

Mostre sua arte numa escola
Faça um evento na sua cidade
Dê uma aula para as pessoas que não tem condição

Faça desse dia, mais do que um dia de comemoração pela profissão de DJ, faça o dia de comemorar a sua boa ação.

WORLD DJ DAY BRASIL: https://www.facebook.com/World-DJ-Day-Brazil-214655485338948/timeline

 

logoNORDOFF ROBBINS MUSIC THERAPY

A Nordoff Robbins é uma instituição de caridade especializada em música, dedicada a transformar a vida de crianças e adultos vulneráveis em todo o Reino Unido.

Eles entregam milhares de sessões de musicoterapia por ano em lares, centros, hospitais e escolas. Através da terapia de música a instituição quer apoiar as pessoas com uma série de desafios, incluindo autismo e outras dificuldades de aprendizagem, demência, problemas de saúde mental, acidente vascular cerebral, lesão cerebral e depressão. Algumas dessas pessoas têm uma doença com risco de vida ou terminal, como câncer.

SITE OFICIAL: http://www.nordoff-robbins.org.uk/music-therapy

 

UM POUCO MAIS DE HISTÓRIA

No Brasil, o primeiro “discotecário” oficial foi o Sr. Oswaldo Pereira, que animava os bailes dos anos 50, utilizando apenas um toca-discos. Na década de 70, os DJs/radialistas Big Boy e Ademir, apesar de pouca técnica, sempre utilizavam o microfone para interagir com o público. Com o tempo essa profissão foi se tornando mais importante nas festas, indústrias que se focavam em produzir aparelhos, como caixas de som, toca-discos, etc. Começaram a ver as necessidades de DJs, então começaram a investir no DJs.  Com o tempo os aparelhos foram evoluindo e hoje temos CD’s, controladoras, timecodes, softwares, etc.

Crédito: Aline Constantino
Crédito: Aline Constantino

DJ NIKO BREAKUTS

Escolhemos o Dj Niko como capa e homenageado da matéria, por sua grande presença no cenário atual.
E pra você que só conhece ele pela boa música, veja também um pouco da história dele.

Um dos djs mais bem requisitados da cena, Niko está presente no line-up de grandes eventos do seguimento se tornando uma referência nacional com especialidade em tocar em disputas de danças urbanas, festivais e baladas Hip Hop.
Niko é residente desde 2009 do evento anual de Hip Hop MASTER CREWS, residente também dos projetos mensais BOOM BEATS, JAM OLIDO e FOR FUN PARTY, que com sua colaboração, se tornaram conhecidos pontos de encontro dos praticantes das Danças e cultura urbana de São Paulo e região.
Junto com a cia DISCÍPULOS DO RITMO, discoteca em intervenções de danças urbanas nas unidades do SESC da capital e interior de todo estado de São Paulo.
Realizou trabalhos para a empresa Red Bull em 2009 no “Red Bull Breaking” na Argentina e nas eliminatórias sul-americanas do “BC ONE” no ano de 2011(Buenos Aires-AR, São Paulo, Brasília e Salvador).
No ano de 2013, foi dj residente da Jam de danças Urbanas do Centro Cultural da Penha e na FUNARTE-SP por 6 meses, onde também foi curador do projeto “Fundamentalz SP” junto com o grupo Chemical Funk.
Nas edições de 2013 e 2014 do evento BLOCK OUT PARTY, discotecou ao lado de Dj Kool Herc e Dj Grand Wizard Theodore, considerados ícones precursores da cultura Hip Hop no mundo.
Em 2014 participou se classificou para a final do campeonato de djs QUARTZ – RISCOS E BATIDAS. No “Centro Cultural São Paulo” foi curador e Dj da “Jam de danças urbanas” de Maio à dezembro de 2015.

>>>> PARABÉNS A TODOS OS DJ’S <<<<

 

Fontes:
http://djlab.com.br/
http://backstage.com.br/
http://psicodelia.org/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *