CONTRA AÇÃO #02 – TALENTO É O PIOR XINGAMENTO. E ATÉ RIMA!

Texto de Iago Rodrigues.

TALENTO

Saio com meus amigos pra dançar na Avenida Paulista. Céu azul. No trem, naquela zueira marota. Conversamos sobre os campeonatos, as novas músicas e os pensamentos. “Estação Paulista, desembarque pelo […]”. Chegamos. Caminhando pela avenida, limitando-se a encontrar um lugar favorável. Chão liso, sombra e silêncio. Achamos e acomodamo-nos. Liga o som aew! Algumas pessoas passam, ficam curiosas, se aproximam, olham…

A música acaba e eu vou trocar. De repente aproxima uma figura carismática, de aura “melhor das intenções”, e pronuncia a sua visão de sucesso do nosso trabalho:

– Parabéns, vocês dançam muito. Eu não consigo fazer isso, é um talento! um dom! Vocês deviam ir pra TV!

Já aconteceu com você não é? Como você ficou? Como respondeu? Será que partilha da proposta? Bom, eu já cai nesta e achava razoável, graças a alguns amigos, alguns roles e um tempo depois, hoje possuo opinião formada sobre: não partilho, discordo e apavoro este ditado; Nada contra quem disse. Intenção é a melhor, contudo é uma avaliação muito superficial.

Via das venturas se quem lê ainda não ouviste a anedota, sempre há tempo em vida para alguém lhe dizer. É um senso comum. Esta situação tem duas questões deverás interessantes que vou abordar em dois textos diferentes. Avaliemos junto o “como”, ficamos assim:

“Talento é o pior xingamento, e até rima!” de prato principal;

“Rapaz, você devia ir ao Faustão!” de sobremesa (segunda que vem).


kkkk

Segundo o dicionário etimológico online etymonline.com – e minha tradução vagabunda – a palavra Talento Significa “Inclinação, disposição, vontade, desejo”, do velho francês talent, do latim medieval talenta, plural talentum “Inclinação, facilidade de aprender, vontade/determinação, desejo”. No latim clássico “balança, peso, soma de dinheiro” do grego talanton, “um equilíbrio, balança, portanto “peso”, definição de peso, algo pesado,” ”e em outros tempos soma de dinheiro […]”

Contudo o sentido usado hoje – inclinação natural de uma pessoa a realizar determinada atividade – vem do cristianismo, a partir da interpretação da “Parábola dos talentos” (Mateus 25, 14-30) que você pode ler clicando aqui, ou ainda, entender algumas considerações teológicas, no blog “esboçando ideias” ( encontrei no sem querer, googlando antes de escrever ),  texto de André Sanchez que você pode ler clicando ali>                                                aqui!

Calma aí jovem! As linhas não são sobre religião. É importante entender da onde vêm as coisas. Tirei essa parte só pra explicar e etimologia de “talento” que está ligado a “moeda/dinheiro” e “peso/balança”. Nó entanto acho eu que, falta groove nesta história. Lendo a parábola dos talentos até consigo associar algumas ideias com o sentido usual da palavra talento, mas falta informação pra tirar conclusão (se souber manda-aew embaixo, depois atualizo), por exemplo, como será que a expressão talento caiu no popular com o mesmo sentido de ‘dom’? É muito pano pra manga! Em fins, em fim, e fim. Ao próximo.

Talento é xingamento para mim! E ainda por cima rima! Assim!

De leve na internet,  lerá negócios sobre o talento poder ser adquirido. Contrariando o principio de talento (inclinação natural de um ser para execução mais fácil de uma tarefa). Alguns justificam o sentido da palavra ‘talento” em comparação com a palavra “dom”. Dom (do Latim DONUS, “presente, dádiva”), é a palavra que de fato corresponde á algo dado (não acredito na existência de dons contudo esta é a palavra certa para o sentido em questão), e sabendo disso, alguns discursam que talento é pode ser adquirido, pra diferenciar de dom. se pode ser adquirido então é uma habilidade?  Aí pra que isso? pra que redundância. Se talento é habilidade então somente estamos dando nome diferente aos burros.

Por lógica, Se todo talento é habilidade; E dançar é uma habilidade; Então dançar é um talento.

Isso é valido se e somente se, concordarmos que o talento possa ser adquirido. E a minha frustração? Segue a história. Falar de coisas que já aconteceram é melhor que supor. Mas… suponhamos que acontecerá com você (se já não aconteceu)… só suponhamos:

-Você tem talento/dom!

“Você tem talento/dom”, do português, você faz isso por que foi lhe dado ou é  escolhido pra fazer. Bom, é um jeito de avaliar as coisas, talvez uma visão religiosa. Respeito a opinião, entre os tantos, entendo assim:

-Não importa quanto tempo gastou treinando, sem falar nos rolês e amigos que deixou de fazer. Se não tivesse nascido com/recebido o talento da dança, não poderia fazê-la. Eu não sou e nunca fui – mas ainda serei – um dos melhores , porém tenho orgulho da minha dança e dizer que meu esforço (mesmo não sabendo o que fiz) é me xingar. Depois de tudo que fiz pra ser o pouco que sou; não aceito tal xingamento. Seja o que for que faça, entenda que os melhores fazendo isso que faz, treinaram duro. Não acordaram fazendo, não gastaram tempo no Facebook, utilizaram seu tempo com foco. Talvez treinando “todos os dias da vida, desde que descobriram essa coisa pra fazer”. Assim interpreto, assim acho que é.

6784084
exemplo de dançarino esforçado. Goku A.k.a Lil Tail sayajin

-Ah, mas e as pessoas que aprendem muito mais rápido, que tem mais inclinação pra dançar?

Acaso. Todo mudo sabe fazer um pouco mais de algo, a vida é grande, experiência é acumulada a cada milésimo de segundo para as mais diversas habilidades, seja interagindo com nosso grupo social, o de amigos ou com  nossa família. Não fica achando que você não é a última gota do Yakult fiu! De repente a família e os amigos incentivam e apoiam a dança desde muito cedo, e o grupo social em que convive ensina outras coisas, habilidade que são também envolvidas a dança, como.. sei lá.. Consciência corporal através do Tênis de Mesa ou um alto nível de concentração aprendido no xadrez.

Deixarei abaixo dois comerciais da “Nike” (empresa que tem carregado está ideia em diversas propagandas, afirmando que se está visão pode ser propagada, quer dizer que o público atual já não menospreza esta ideia, em vez disso, ela o cativa-o) que me ajudaram a refletir. Pare de inventar desculpas para não treinar, se tua parada for mais que diversão (todos fazemos primeiro pelo prazer de dançar), ninguém te obriga, faz por que quer, tem tanta chance quanto qualquer um e não é mais especial que qualquer destes (assim eu sou também). O ditado diz “GO HARD GO HOME”. (Treine duro ou volte pra casa).

Para contribuir com a discussão deixe ai nos comentários se já passou a situação e como reagiu.

POP!

euu

One thought on “CONTRA AÇÃO #02 – TALENTO É O PIOR XINGAMENTO. E ATÉ RIMA!

  1. Parabéns mano.. fico showwwww sua teoria, acho que todos que tem um tempinho já na área da dança já passou por isso ai. \o/ Mil fitas, mas cada um cada um. A minha fita na área da dança teve altas coisas da hora, mas como todo mundo ALTAS TRETAS =/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *